A Suprema Corte do Reino Unido decidiu que não é mais necessária permissão judicial para suspender o tratamento de pacientes em estado vegetativo persistente. A Suprema Corte entendeu que não há violação à Convenção Européia de Direitos Humanos.

Para mais detalhes relativos à decisão acesse o link: https://www.bbc.com/news/uk-45003947

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.